31.8.10
ponto final, parágrafo.
Ao fim de quatro anos, A Divina Desordem perde a divindade e muda-se para aqui, mais imagética, menos regular.
Vemo-nos em

http://desordem.tumblr.com/

 
posted by Eduardo Brito at 11:52 da tarde | Permalink | 1 comments
30.8.10
as divinas desordens
Os posts que, de certa forma, traduzem a ideia de divina desordem e que foram publicados neste espaço nos últimos quatro anos podem ser vistos ou revistos aqui:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
O sentido metafórico disto poderá estar nestes Elementos Fabulosos de Hugo Pratt.
 
posted by Eduardo Brito at 9:15 da tarde | Permalink |