31.12.09
O fim de tarde do último dia do ano sempre teve uma luminosidade diferente de todos os outros dias vizinhos. Assim há dez anos, na cidade portuária do norte, a ver o mar por uma garrafa de vidro. Todos o sentimos, ninguém falou sobre isso.
 
posted by Eduardo Brito at 8:19 da manhã | Permalink |


0 Comments: