22.7.09
a divina desordem: a minha memória é feita de cinema.
Harpo Marx, em Go West, de Edward Buzzell, 1940.

Etiquetas:

 
posted by Eduardo Brito at 11:10 da manhã | Permalink |


0 Comments: