21.7.07
londres, 1966.

Thomas (seeing Verushka at a party the day she'd just told him that he'd better hurry because she had to catch a plane to Paris):
- I thought you were supposed to be in Paris.

Verushka: (taking a toke of her marijuana cigarette):
- But I am in Paris.

Blow Up, de Michelangelo Antonioni, Inglaterra/Itália, 1966. Fotografia de Carlo di Palma.

Etiquetas:

 
posted by Eduardo Brito at 1:59 da manhã | Permalink |


11 Comments:


At 10:18 da tarde, Blogger gustavosampaio

em paris,

com herbie hancock.

 

At 12:38 da tarde, Blogger DL

Ah..., uma das minhas grandes penas é nunca ter tido umas slim-fit brancas.

 

At 1:11 da tarde, Blogger J.

The english countryside, 1694 : The Draughtsman's Contract (Peter Greenaway ) - o artista, testemunha de um crime ...

 

At 1:15 da manhã, Blogger gustavosampaio

quão premonitório, caro brito...

quão premonitório...

 

At 12:16 da tarde, Blogger Daniel MP

Todos os dias nos tornamos um pouco mais semelhantes àquele petiz, o que passava o dia a ver pessoas mortas.

 

At 2:08 da tarde, Blogger maria

Impressionante este teu último post, cerca de 10 dias antes de Antonioni falecer... Falta a homenagem a Bergman.

(Vou aí este fim-de-semana. Estás por aí ou já estás de viagem?)

Um beijo, maria

 

At 4:48 da tarde, Blogger maria

Depois da estranha série de coincidências, acho que devemos adiar o nosso café... (estou a brincar, mas...)

[post, morte do realizador, comentário – já não comentava há algum tempo -, na mesma tarde, telefonema para saber se uma amiga gostava de vinho (?) – não leste o comentário e disseste exactamente o que eu pus no comentário...]

... estou assustada com tais poderes...

(Leste a história do gato que sabia quem ia morrer no Público?...?)

desta vez, um beijo à pequena Bones, mesmo no meio do focinho molhado. Vais acordar com uma lambidela na cara, a partir de agora! Ternura e ternura: eis o que um bicho traz à vida de quem o adopta e mima. Vais ver. Temos que apresentá-la aos primos Piruças e Fellini.

 

At 7:20 da tarde, Blogger J.

MANOEL DE OLIVEIRA ... ( a ver o que dá ... ) ...

 

At 11:02 da tarde, Blogger EB

Sem dúvida, muito premonitório... Que estranha história para contar.
:S
J, tens o dvd 1694?

 

At 11:08 da tarde, Blogger J.

Se tenho o DVD de O Contrato do Peter Greenaway ? Não ... o filme é que se passa em 1694 e lembrei-me logo dele quando vi o teu post Blow-Up. Tenho o A Zed & Two Noughts (Z00) e dois com filmes do início da carreira dele ...

Outra tentativa : João Botelho ...

 

At 6:27 da tarde, Blogger maria

Errata:

Onde se lê

“Leste a história do gato que sabia quem ia morrer no Público?”

deve ler-se

“Leste, no Público, a história do gato que sabia quem ia morrer?”

(é diferente...)