28.2.07
o retrato de marcel-yves charnier.
O problema de toda a minha existência é que quando estou a fazer alguma coisa que quero efectivamente fazer, estou sempre a pensar noutras coisas que quero fazer e que poderia estar a fazer no momento em que até estou a fazer uma coisa que quero mesmo fazer, não parando de pensar também em como seria estar a fazer tais coisas que quero fazer no momento e em vez da coisa que estou a fazer, que, relembre-se, também é algo que quero fazer.

Marcel-Yves Charnier, Mon Portrait d'Auteur, s/d, ed. do autor.

Etiquetas:

 
posted by Eduardo Brito at 7:34 da tarde | Permalink |


1 Comments:


At 9:50 da tarde, Blogger Diuner de Guimarães

Qual Marcel-Yves, qual Charnier, qual carapuça.
Esse é o meu retrato.
Sem tirar, nem pôr.