13.2.07
da importância da memória 1.
"No meu caso, pediram-me que recordasse a imagem mais forte que tinha visto. Falei de Man chewing piece of snake which he has just bitten off, state fair sideshow, Donaldsonville, Louisiana, da autoria de Russell Lee, que tinha visto numa exposição em Washington, no início de 2006. Falei da brutalidade da acção, da violência e do movimento e de como esses três factores nos transmitem, cada um pelo seu modo, força. De Russell Lee passei para as imagens que fizeram parte da instalação Committere de Russell Mills, que vi em Glasgow, durante um fim de semana de Outono e que me remeteram para o trabalho fotográfico de Russell Lee Mills, que observei em Paris, numa galeria perto da Place des Vosges.
Sofia N., que ia seguindo atentamente o que estava a dizer, chamou-me a atenção para o facto de ter mencionado um Russell Lee, outro Russell Mills e agora estar a falar de um Russell Lee Mills. Perguntou-me se estaria a fundi-los ou a confundi-los e eu fiquei sem lhe responder, uma vez que perguntas mais interessantes se levantaram."

Etiquetas:

 
posted by Eduardo Brito at 5:53 da tarde | Permalink |


1 Comments:


At 6:49 da manhã, Anonymous Anónimo

Mais um enredo fotografico-espiritual a evocar as constantes reincarnacoes a que tudo o que e esta sujeito (ou abencoado).
...estes teclados indianos nao tem acentos...
Abraco