11.12.06
breogán, a ópera encontrada.



Sabe-se que Antonio Lukinovich Scarpa (1853-1907) foi um compositor obscuro. A sua vida é um enigma, a sua morte é um mistério e o seu escasso trabalho perdeu-se em circunstâncias pouco claras. Nenhuma apresentação pública foi registada e toda a sua obra deixou de ser interpretada em 1931. Setenta e cinco anos depois, Xavier Scarpa, neto do compositor, recebe uma encomenda anónima de Boston. Lá dentro, as partituras e o libreto de Breogán, a única ópera que Lukinovich Scarpa escreveu. Xosé Villan conta-nos a história de uma ópera encontrada aqui e aqui.

Etiquetas:

 
posted by Eduardo Brito at 12:40 da manhã | Permalink |


1 Comments:


At 12:18 da tarde, Anonymous Anónimo

Um verdadeiro achado.
Estranho nos dias que correm encontrar pessoas com P grande.

Um abraço